Rasgo de Luz

RASGO DE LUZ

Eras uma estrela adormecida

Uma pedra escondida
Preciosa, mas perdida
No meio do teu mar
Uma criança cheia
Dos teus medos e ilusões
A soluçar no escuro
Na tua longa madrugada

Mas o dia chegou
O sol acordou-te, sem avisar
Tempo de mudar
Um rasgo de luz
Sublinhou os teus olhos
E abraçaste os teus sonhos
Manhã doce
Verde sob o céu azul
Imenso, como tu
Uma estrela a acordar
Num rasgo de luz.

Ana Ramalho - Junho 2005

Este poema fala de uma entre tantas pessoas especiais que Deus tem colocado no meu caminho.

Pudermos escrever nas páginas da vida dos outros tem um sabor incrível, especialmente quando acabamos por ser um canal de Deus para abençoa-los.

Deixarmos a nossa vida ser salpicada pelos outros é um risco que vale a pena correr quando esses amigos reflectem esta verdade: "Em todo o tempo ama o amigo, e na angústia nasce o irmão" Provérbios 17:17 .

Nunca pudemos esquecer que o Amigo Perfeito é Jesus, e que mesmo os nossos melhores amigos nos podem desiludir (e vice-versa). Mas se formos honestos e humildes pudemos ultrapassar as diferenças e continuar... Como Jesus, que apesar de O desiludirmos tantas vezes continua sempre a receber-nos de braços abertos.

Comentários

Mensagens populares deste blogue

Teresa — até que todos ouvissem...

5 mitos acerca da chamada a tempo integral

A (des)ilusão da autoajuda