08 julho 2009

A culpa é dos Delfins

Numa manhã como as outras, ouvia o rádio, a caminho de Lisboa. Enquanto percorria as várias estações, uma música dos Delfins fez-me parar.
É o tema de apresentação do anunciado último álbum da banda. Algures, a letra diz: “Não te convences que falas com Deus. Fala comigo sem pestanejar. Uma conversa pode ajudar a abrir caminho no meio do mar.” O conteúdo faz pensar, não achas?
Já viste que, no geral, não temos assim muita “pachorra” para falar de Deus, porque achamos que isso cheira a “mofo” de religião? Podemos associar Deus a regras, leis ou ritos que não nos atraem, ou as pessoas que dizem que são Seus seguidores, mas que não têm nada de “santo”. Mas, será que Deus tem culpa dos rótulos que Lhe pomos?
Não sei porque é que os Delfins escreveram aquela música, mas reconheço que não é um assunto muito popular.
Bem, na verdade, há muita gente a falar contra Deus, a dizer que Ele existe mas nos abandonou. Depois também há quem defenda que tudo é Deus – até os “calhaus”! - Ou que nós somos deuses e controlamos o nosso destino... Há por aí de tudo. Oops! Já me ia esquecendo. Também há quem diga que Deus existe, que nos criou e nos ama..
E tu? O que dizes? Se calhar achas que quando fores idoso (ou idosa) vais ter tempo e paciência para pensar em Deus. Podes nem estar preocupado com isso... mas eu quero fazer-te um desafio.
Esta proposta é só para aqueles que estão insatisfeitos com a vida que têm. Para aqueles que, mesmo não acreditando em Deus, por vezes ficam deprimidos a pensar que a vida não vale a pena. Para aqueles que até são religiosos mas se sentem insatisfeitos. Para aqueles que estão presos ao álcool, às drogas, ao jogo, à pornografia e não conseguem sair daí. Para aqueles que querem conhecer Deus em pessoa.
Este desafio chama-se Jesus. Quando conheces Jesus, conheces Deus. Quando te ligas a Jesus, ligas-te a Deus. Quando experimentas Jesus, experimentas Deus.
Aceita o convite de Jesus: Venham a mim todos os que estão cansados e oprimidos e eu vos aliviarei.” (Mateus 11:28, Versão “O Livro”).

Experimenta Jesus.

Ana Ramalho

in revista BSteen, Julho 2009


Sem comentários: