A queda de um herói

De escolhido a perdido...


Podia ser o título de um filme... A história de um herói, escolhido por Deus para ter um percurso espectacular. Era um jovem forte, corajoso, destemido.

O povo de Israel estava a ser oprimido pelos filisteus, por se ter afastado de Deus e viver como lhe apetecia. Como resultado da oração arrependida do povo, Deus envia um herói... Sansão. Podes ler como tudo aconteceu na Bíblia em Juízes capítulos 13 a 16.

Um rapaz especial
Sansão nasceu por milagre de Deus, pois os seus pais não conseguiam ter filhos. Deus deu-lhe um propósito claro - ser o libertador de Israel. Ele pertencia a um grupo especial (tipo tropa de elite) chamados nazireus. Eram pessoas que faziam um voto, uma promessa de se dedicar a Deus, por um tempo. Haviam coisas que eles nunca poderia fazer: beber bebidas alcoólicas; comer coisas impuras; aproximar-se de mortos (pessoas ou animais)... nem podia cortar o cabelo (neste caso, o segredo da força de Sansão)1.

Sansão, ao contrário da maioria dos nazireus, não tinha feito um voto por um tempo. Ele estava dedicado a Deus para a vida, porque tinha aquela tarefa especial. Ele tinha uma força fenomenal, dada por Deus. Imagina que matou 1000 homens com a queixada de um burro; arrancou os pesados portões de uma cidade, entre outras coisas. Mas a força, o talento, as origens de Sansão não eram a garantia para o sucesso.

Em queda livre
Começou com “pequenas coisas”, como aproximar-se do corpo de um leão morto, apenas por curiosidade... Mas o ponto fraco de Sansão eram as mulheres. Apaixonou-se por uma rapariga do povo inimigo (que era suposto ele derrotar). Mais tarde, passa a noite com uma prostituta.... e finalmente casa com Dalila (também filisteia).

Os chefes dos filisteus ofereceram dinheiro a Dalila para que descobrisse o segredo da força de Sansão. Com aquele gosto para ir até aos limites, quase a pisar o risco e sentir a adrenalina de brincar com coisas sérias, Sansão começou a dar falsas pistas a Dalila. Ela foi tentando e até fez chantagem emocional com ele “Se não me contas o segredo, então é porque não me amas!” disse... Entretanto Sansão descai-se, Dalila corta-lhe o cabelo, e ele é preso pelos filisteus, que lhe arrancam os olhos e o tratam quase como um animal.

O final da história: o cabelo de Sansão volta a crescer, ele ora a Deus e recupera a sua força. Finalmente, morre debaixo dos escombros do templo dos filisteus, que ele mesmo derruba.


O que é que isto tem a ver comigo?

- Ter talentos, ter dons não nos impede de cair, de nos deixarmos levar pelos nossos desejos errados, influenciados por Satanás através do sistema do mundo (pessoas e coisas que nos rodeiam, os ambientes a que nos expomos). Não te esqueças que todos os cristãos são das tropa de elite de Deus – temos um modo de viver e pensar contrário aos valores do sistema.

- Podemos estar a pecar e continuar a ter talento. Foi o que aconteceu com Sansão. Deus quer que sejas um filho que serve obediente e não um servo irreverente. Analisa a tua vida espiritual pela Palavra de Deus e não pelo que fazes para Deus (isso deve ser a consequência do que és).

- Quando nos tornamos levianos, ficamos por conta própria – Deus não impediu Dalila de cortar o cabelo a Sansão. A escolha foi dele: andou a brincar, teve consequências.

- Deus nunca nos obriga a obedecer. O que Deus diz que é errado não se torna certo quando nos é conveniente... Se seguimos em frente, à nossa maneira, não podemos esperar que Deus mande um raio do céu para nos impedir... e mesmo se Ele mandasse, quando estamos decididos a não escutar Deus, nunca O vamos ouvir.

- O amor incompreensível de Deus – Sansão foi usado por Deus uma última vez... Deus sempre esperou por Sansão e, quando ele se arrependeu e pediu a Deus, Ele voltou a dar-lhe força... Sansão não merecia... e ninguém merece, mas Deus deseja perdoar-nos. Afinal, somos Seus filhos! Ele deseja que escolhamos amá-Lo e servi-Lo. A decisão é nossa!

Imagina como a vida de Sansão poderia ter sido tão diferente, se ele se tivesse arrependido antes! Deus deseja que sejamos heróis nas Suas mãos, usados por Ele... que possamos aprender com Sansão, para evitar os mesmos erros que ele cometeu.

Agradece hoje a Deus os teus talentos, tudo o que tens e és... mas pede-Lhe também para que te ajude a dar valor ao que és e tens, por causa d’Ele... e que a cada dia possas viver em obediência amorosa ao Senhor.

E se tens estado longe de Deus, lembra-te que Ele ainda está à tua espera. Ele é o teu Pai... regressa aos Seus braços e a uma vida na Sua vontade.


Ana Ramalho


1 Números 6: 1 a 8



in revista BSteen, Dezembro 2009

Comentários

Mensagens populares deste blogue

Teresa — até que todos ouvissem...

5 mitos acerca da chamada a tempo integral

A (des)ilusão da autoajuda