"Nós fomos avisados"

Esta é a frase que serve de slogan ao filme “2012”... A história baseia-se numa previsão dos Maias de que o mundo iria acabar precisamente nessa data.

Olhamos à nossa volta e temos consciência de que o nosso planeta está cada vez com menos recursos, há uma crise global. Sinceramente, o mundo está a caminhar para o estado final... Mas, será que vai terminar em 2012? E se não terminar nesse ano, tem um prazo de validade?

Quando Jesus veio à terra não Se importou apenas em resolver problemas do momento. Não ensinou apenas acerca do modo como os que O seguem devem viver. Jesus também falou acerca do futuro.

Nos capítulos 24 e 25 do evangelho escrito por Mateus, Jesus conta o que acontecerá antes d’Ele regressar à terra. Não dá uma data precisa, mas diz “Por isso, estai vós apercebidos, também; porque o Filho do homem há-de vir à hora em que não penseis” (Mateus 24:44)

Fomos avisados! Pessoas usam o rótulo de cristãos e enganam muitas pessoas. Confrontos militares por todo o lado. Fomes, epidemias e terramotos em vários lugares. Cristãos a sofrer perseguição e morte por seguirem o exemplo de Jesus. Pessoas que fazem coisas que provocam escândalo, traições e problemas nos relacionamentos. Muitas pessoas deixam de amar verdadeiramente pois há uma sociedade cada vez mais longe da vida boa que Deus criou para o ser humano: o pecado consciente e inconsciente multiplica-se, o amor esfria. As boas notícias do amor perdoador de Deus estão a chegar a todo o mundo.

O que te parece? O argumento de um filme? O último jogo para a tua consola? Não... estes foram alguns dos sinais que Jesus deixou. Ele não quis meter medo aos discípulos, mas desejava que os Seus amigos soubessem e estivessem prontos para esses momentos, de maneira a poderem viver com Ele para sempre.

O desafio de Jesus para os Seus discípulos ainda hoje está de pé. “Mas aquele que perseverar até ao fim será salvo.” (Mateus 24:13). Quem ficar, até ao fim, ao lado de Jesus será salvo de viver longe d’Ele na eternidade.

Viver com Jesus tem tudo a ver com o presente, mas muito mais com o futuro. Esta migalha de tempo em que estamos vivos não é nada a comparar com a eternidade com o Amigo que entregou a vida no nosso lugar!

O meu desejo é que a cada dia esteja mais próxima d’Ele. Mais perto do Céu, mesmo que aproveitando a vida fantástica que Ele me dá na terra.

Estou contigo!


Ana Ramalho


in revista BSteen, Abril 2010

Comentários

Mensagens populares deste blogue

Teresa — até que todos ouvissem...

5 mitos acerca da chamada a tempo integral

A (des)ilusão da autoajuda