06 agosto 2013

Conversa no vale

Desculpa, Jesus. Não percebo.

Disseste que se eu Te seguisse, estarias comigo... mas onde estás Tu agora?

Ainda ontem estava contigo no topo do monte. Não sei como será o Céu, mas se for como aquilo que vivi ali, podia ir já hoje. Era tão bom que nem me apetecia sair de lá! Tu estavas sempre por perto e eu só tinha que fazer o que me pedias. Era fantástico! Quando olhava para tudo o que construímos juntos, sentia-me completa, preenchida, feliz.

Às vezes, de facto, pedias-me para descer um pouco por aquele caminho íngreme, mas nunca pensei que me deixasses vir até aqui a baixo. Vim para aqui porque me pediste. Pensava que querias que construísses mais alguma coisa, mas quando olhei para o lado deixei de Te ver.

Sem comentários: