22 outubro 2015

Isto não é uma brincadeira!

Já ouviste falar das séries The Walking Dead ou Sobrenatural? Provavelmente, és capaz de já te teres cruzado com alguma imagem do Twillight ou de filmes e séries do mesmo género.

Se perguntares a alguém da minha idade, não era comum passarem tantas séries de horror ou que lidassem com o oculto de uma forma tão direta na nossa adolescência. E se perguntares aos teus pais ou avós, muito menos. Há uns anos atrás, o oculto e o obscuro ficavam num sítio: no mundo das sombras e da imaginação.


Hoje em dia, parece que existe uma fome pelo oculto. Filmes, séries, programas de televisão, livros… Tudo serve de desculpa para falar do que desconhecemos, não pelos melhores motivos. E muitas vezes pensamos que não passa disso mesmo: imaginação, histórias, coisas para vender. O problema começa quando pensamos assim…

Já diz uma fala de um filme que vi, “o maior truque que o diabo realizou com o ser humano, foi fazer com que nós deixássemos de acreditar que ele existe”. A verdade, verdadinha é que ele anda por aí. E Pedro diz-nos que ele não anda a passear, mas a rugir de modo assustador como um leão esfomeado, à procura de vidas para devorar e destruir (1ª Pedro 5:8). A droga, a pornografia, a violência e muito mais coisas, são manifestações do que ele faz para destruir tantas pessoas quanto possa. Ele é o pai da mentira (João 8:44), tem como objetivo roubar, matar e destruir (João 10:10a). Dificilmente encontras alguém mais terrível. E quer valer-se de tudo o que lhe vier à mão para o fazer, seja ou não reconhecido pelos seus planos. Mas felizmente para nós, existe mais que isto.

Tal como em muitas series e filmes existe um herói bom que é um problema para lado mau, para o diabo existe alguém que é um grande problema. Não para nós – bem pelo contrário. Mas para o diabo. Chama-se Jesus Cristo. Manso e dócil como um cordeiro, forte e poderoso como um leão. Cristo veio dar a Sua vida, não para ser derrotado pelo diabo, mas pelo contrário… Ele é alguém real, que veio derrotar o diabo (1ª João 3:8, Hebreus 2:14) e o pecado na cruz (Colossenses 2:12-15)! Jesus veio trazer-nos vida com abundância (João 10:10b) e convocar-nos para a luta (Efésios 6:10-20)!


É tempo de levar a sério a nossa vida espiritual, de darmos troco, de não deixarmos que a sociedade em que vivemos continue em trevas. É tempo de vivermos para Deus, de anunciarmos Jesus, de resistirmos ao diabo e aos seus ataques com fé n’Aquele que já nos deu a vitória (Romanos 8:31-39; 1ª Pedro 5:9, Tiago 4:7).

Ricardo Rosa

in revista BSteen, outubro 2015



Texto escrito conforme o novo acordo ortográfico

Sem comentários: