Mais do que uma paixão!

Já alguma vez te sentiste sozinho? Desamparado, sem ajuda de ninguém? A pensar que o mundo inteiro te despreza e que não vales nada? Bem, se isso já te aconteceu, é normal que não te sintas bem. Temos a tendência em valorizar mais as coisas negativas do que as positivas. E isso acontece, porque vivemos num mundo em que o pecado ainda gera problemas, como as doenças, as guerras, as desilusões, etc.

Mas tenho uma novidade para ti! Apesar de poderes não o sentir, existe Alguém que te ama. Alguém que conhece profundamente a dor no teu coração, que sabe o que te magoa e que vê e ouve quando choras. Deus não é apenas um conceito da Filosofia ou da Teologia, não! Ele é real, Ele existe e Ele faz aquilo que nós somos totalmente incapazes de fazer… Ama-nos primeiro, na condição em que estamos. Não importa se és gay, se consomes drogas, se mentes, se tens problemas psiquiátricos. Deus ama-te tanto, que enviou a única pessoa que é totalmente como Ele (o Seu Filho, Jesus), para morrer de maneira horrível mas que nos reconcilia com Deus.



O que importa focares aqui é isto… DEUS AMA-TE! E isso tem que mexer contigo. Não estás longe demais para o Seu amor te poder alcançar. E desfrutar do amor de um Pai perfeito, está apenas à distância de uma oração. Deus quer que possas aproveitar não só o Seu amor, mas também tudo o que de bom tem para te oferecer. Um amigo que não falha, que nos escuta, que nos consola, que nos ajuda nas necessidades. Alguém que não é invejoso quando temos sucesso, que não nos ignora quando falhamos.

E se hoje a palavra amor está tão banalizada (porque dizemos bastantes vezes que amamos o que quer que seja), então deixa que Deus pare essa banalização do amor e te possa fazer experimentar algo novo. Um amor puro, um amor sem igual, um amor como nunca viste ou experimentaste. Vai além do amor dos pais, dos amigos, dos relacionamentos com namorado ou namorada. É um amor que simplesmente ama. E Deus simplesmente ama-te, mesmo olhando para ti com as tuas falhas e defeitos, feitios e qualidades.

Mantém sempre presente na ideia, Deus ama-te! Nem vales, nem montes, nem oceanos profundos, nada pode apagar o facto de Ele te amar.

Mas se calhar, para desfrutarmos desse amor, é preciso algo mais… Não percas o fio à meada e lê o que a Ana tem a dizer sobre isso.

Ricardo Rosa

in revista BSteen, dezembro 2015


Texto escrito conforme o novo acordo ortográfico

Comentários

Mensagens populares deste blogue

Teresa — até que todos ouvissem...

5 mitos acerca da chamada a tempo integral

A (des)ilusão da autoajuda