O meu mês favorito

Outubro é dos meses que mais gosto. Normalmente, gosto deste mês porque eu faço anos, um grande amigo meu (que podes conhecer no tema de Kapa deste mês) faz anos e o meu filho também faz anos. E fazer anos relembra-me de que celebrar o nascimento de alguém, é basicamente celebrar a vida dessa pessoa.


Talvez por isso, este mês seja um bom mês para percebermos o quão valiosos somos para Deus. O quanto Ele nos tem dado e reconhecer que celebrar a vida, tem tudo a ver com o Seu amor por nós. É que Ele deu o que de melhor existe para nos dar vida (João 3:16), uma em que não vivemos como zombies (comandados por instintos básicos que nos satisfaçam) mas na qual vivemos de como se fôssemos imortais (João 10:10).

E essa imortalidade está ligada à eternidade que vamos passar com Deus. Hoje em dia, com tanto stress e ansiedade, mal paramos para celebrar aquilo que Deus nos dá. O ser humano perdeu a capacidade de agradecer, de desfrutar coisas pequenas e boas… Num mês em que celebramos a Reforma Protestante, podemos dar graças a Deus por termos livre acesso à Bíblia, onde lemos coisas fantásticas, mas onde somos chamados a olhar para nós e a pensar “O que faria Jesus no meu lugar?”.

Cristo deu-nos a missão de ir e pregar a melhor mensagem que pode existir. A de uma vida que pode ser transformada, a mensagem do perdão dos pecados, da cura da pior de todas as doenças (o pecado)… Essa doença que nos deixa ansiosos, que nos leva a morrer de desgosto em desgosto, tem um remédio. Jesus!

Ele chamou-nos para a vida, e por isso também nos chama a celebrar essa vida. Celebra-a na Ceia, celebra-a a cada oração, celebra-a a cada instante.

Vive a vida ao máximo, celebra-a com Cristo!


Ricardo Rosa

in revista BSteen, outubro 2016. Texto escrito conforme o novo acordo ortográfico 

Comentários

Mensagens populares deste blogue

Teresa — até que todos ouvissem...

5 mitos acerca da chamada a tempo integral

“Tá a escaldar!”