01 abril 2002

Estás ligado?

Download, e-mail, site, servidor, chat… Chinês para uns, normal para outros e um vício para muitos. A net (rede) mudou a maneira de falarmos uns com os outros e até o nosso estilo de vida.

Há alguns anos atrás (palavra de “avózinha”), uma carta com notícias dos amigos demorava, no mínimo, 24 horas a chegar à nossa casa. Se queríamos saber os truques para passar os níveis dos jogos de computador, tínhamos de descobrir o amigo de um amigo do primo do colega de alguém que sabia. Para falarmos com alguém da Austrália, tínhamos de pagar uma conta astronómica de telefone ou então ir lá (o que também não era grátis). A “World Wide Web” mudou tudo! É tudo mais fácil, mais cómodo, mais rápido e… económico é que nem sempre (pergunta aos teus pais ☺ ).

“O.K., Ana… está tudo muito bem… mas afinal o que é que isso tem a ver com Deus? Não estou a perceber!” – Vamos descobrir:

O computador somos nós! –  Pensa nisto: Deus criou-nos com capacidade de “processar”, de pensar1, de executar tarefas… a diferença é que nós temos poder de decidir o que queremos, enquanto que os computadores estão dependentes da vontade dos seus utilizadores.

O manual do utilizador – Para nós, é a Bíblia. Deus, o fabricante, falou com diversos homens e mulheres através dos anos para escreverem esse manual2. É ali que descobrimos como podemos viver… só que às vezes achamos que o fabricante não tem razão e usamos o computador da forma errada.

O vírus – Nascemos com um antivírus incorporado chamado “consciência”, aquela luz vermelha que acende naturalmente quando fazemos alguma coisa errada. O problema é que não actualizamos o antivírus e, mesmo sem sabermos, usamos disquetes com vírus que destroem toda a informação que temos no disco. Ou seja, fazemos coisas que Deus não gosta – pecamos - e acabamos por sofrer as consequências3.

O modem – Este pequeno aparelho faz a “tradução” da informação do computador para o telefone e vice-versa. Há uma parte de nós que procura comunicar com Deus… mas por nós mesmos não conseguimos. Porquê? Porque o nosso computador está avariado. Primeiro temos de o levar a um agente oficial da marca para ser reparado. Deus enviou Jesus para isso mesmo: tratar do problema do pecado, do erro que nos separava do Pai. Não conseguimos por nós próprios, tem de ser alguém com o O.K. de Deus! Só te vais conseguir ligar quando o computador estiver arranjado4.

Depois do computador estar pronto, mantém o teu antivírus actualizado e evita copiar jogos de fontes desconhecidas (normalmente trazem vírus). Fica ligado a Deus e ao seu manual: a Bíblia.

O cabo -  O fio que liga o modem à linha telefónica precisa estar a 100%. Se a ficha estiver mal colocada, se algum brincalhão tiver cortado o fio, não dá… é necessário que o cabo esteja inteirinho e bem ligado. Para ficares ligado a Deus, precisas ter cuidado para que nenhuma coisa possa causar “interferências” ou problemas de ligação5. Tens de estar sempre atento ao que diz a Bíblia – o teu manual. Às vezes são pequenas coisas que parecem não ter importância, mas tu tentas e não consegues ligar-te à Internet…

A Internet -  Deus tem montes de segredos para te revelar, experiências que te vão marcar, avisos para teres cuidado, e muito mais. A vida com Deus é um Universo a descobrir, bem mais interessante que o da Internet… é que Deus vai continuar a surpreender-te para sempre6  (infinitamente), enquanto a rede só é interessante enquanto estás a navegar. Depois de desligares o modem ou o computador, acabou!

Era boa ideia parares um bocado para pensar: onde é que estás ligado? Naquilo que o pessoal diz? Naquilo que tu pensas, mesmo sabendo que não está tudo bem? Nas coisas que vês ou ouves na TV e que estão erradas? Será que tens algum vírus instalado, erros que não te deixam sentir Deus? Pede-Lhe para passar hoje o antivírus perfeito: Jesus. Ele limpa tudo e prepara-te para viver uma nova vida.

Lembra-te que Deus ama-te e tem um plano para a tua vida. Liga-te a Ele, começa a navegar e segue em frente com Jesus.

“Eles largaram imediatamente as redes e foram com Ele (Jesus)” Marcos 1:18

Ana Ramalho


1 Génesis 1:26; 2:7;  2 2 Pe 1:21; 3 Tt 1:15; 4 Ef 2:4 a 10; 5 Is 59:1 e 2; 6 Sl 23:6;

in revista Boa Semente, secção BSteen, Abril 2002

01 fevereiro 2002

100% Radical

Sol, areia, mar com ondas, muitas ondas… uma prancha e lá vais tu! Entras na água, dás umas braçadas e, uns minutos depois, estás na crista da onda! Não sei se para ti isto é um sonho ou uma realidade… Estar ali uns segundos com a adrenalina a 100%, a viver um momento único: tu e a tua prancha a desafiar as leis da gravidade.

É muito giro ver alguém a surfar… mas se perguntares ao Rodrigo Herédia, ao Kelly Slater ou a algum surfista profissional, todos vão dizer-te a mesma coisa: dedicação e trabalho… muito trabalho. Paulo viveu há quase 2000 anos atrás e também dizia a mesma coisa. Ele falava da preparação, da dedicação que precisamos ter se queremos ser Cristãos Radicais.

Entrega total – Um surfista chega a profissional pelo sucesso que teve como amador. Isso não surgiu de um dia para o outro. Foi preciso uma entrega total, um esforço pessoal para ir mais longe. Para seres um Cristão Radical tens que dar o máximo de ti próprio a Deus. Isto é mais do que ir à Igreja passear a Bíblia e ver os amigos. Tens de te entregar 100% a Deus.

Tempo para treinos –  Quantas horas é que um surfista passa até conseguir estar de pé na prancha? Quantas vezes é que ele cai e volta a tentar? Treinos e mais treinos para ser cada dia melhor. Viver para Deus também tem altos e baixos. Nem sempre as coisas correm bem, porque ainda estamos a aprender.

Cuidado com a boca… e não só! –  Em qualquer desporto é necessária uma alimentação correcta, não fumar, não beber bebidas alcoólicas, não fazer noitadas, entre outras coisas. Claro que quem não tem a ambição de ser o melhor não liga a isto. É preciso deixares algumas coisas para trás se queres vencer com Deus. Queres chegar ao fim do campeonato da vida e ganhar o prémio? Então, precisas rever quais os hábitos que te impedem de avançar.

Treinador –  É preciso aprender com algum surfista mais experiente que te possa dizer como podes melhorar, corrigir alguns erros e dar-te outras dicas. Na vida cristã, existe Alguém que se preocupa com a tua performance: Deus. E é por isso que Ele deixou um livro a explicar como podes ser um Cristão Radical: a Bíblia.

O equipamento –  Prancha e fato: sem isto não fazes nada. O Cristão Radical também tem um equipamento próprio, uma armadura 100% garantida por Deus. (Vê em Efésios 6:10 a 18).

A multidão –  Quando a água está cheia de surfistas, tem que se ter cuidado. Afinal, o mar não é só nosso. Temos de saber respeitar o espaço de cada um. Nas coisas de Deus é preciso ter um bom relacionamento com os Cristãos Radicais que estão à nossa volta. Há uma onda para cada um… e mesmo que não haja, tens de aprender a partilhar a tua onda.

Não há ondas – O desespero de um surfista começa quando o mar está flat.... sentados na areia, à espera…! Esperar é uma marca do Cristão Radical. Não fazer as coisas precipitadamente, mas aguardar o momento certo, o tempo de Deus.

Corais –  Algumas praias são conhecidas pelas bonitas e perigosas barreiras de coral. Nessas zonas, alguns surfistas até usam capacete. O Cristão Radical tem de ter cuidado com aquelas coisas e/ou situações que à primeira vista são inofensivas, mas que depois nos magoam.

Tubarões – É melhor ter a certeza que existe uma rede resistente a proteger a zona, senão viras refeição! No mar da vida cristã, há uma equipa de tubarões, especializada em encontrar buracos nas redes para poder dar-te uma trinca. Satanás e os seus amigos são os nossos inimigos.

Sucesso = Experiência + Humildade –  Por mais experiência que um surfista ganhe, é preciso estar atento às inovações e aprender novas técnicas. Mesmo quando temos experiência, é necessário ficarmos sensíveis para não sermos surpreendidos. É preciso vigiarmos todos os dias e não pensarmos que somos os melhores!

E agora? Queres ser um Cristão Radical ou continuar a viver na praia, enquanto os outros seguem na crista da onda com Deus? Tens de viver um Cristianismo Radical, é um pedido que Deus te faz!

Rute Rodrigues e Ana Ramalho

in revista Boa Semente (Secção BSteen), Fevereiro 2002