Mensagens

A mostrar mensagens de Julho, 2007

A Casa dos Espelhos: reflexos variados e avariados

Imagem
Lembram-se dela? Era uma atracção irresistível nas feiras – que o digam os frequentadores da saudosa Feira Popular de Lisboa. Para quem gostava muito de rir, mesmo de si próprio, era uma óptima opção. 

Quando entrávamos na Casa dos Espelhos, víamos o nosso reflexo por todo o lado. Nuns espelhos encolhíamos ou esticávamos, noutros emagrecíamos ou engordávamos. Íamos descobrindo outras versões de nós mesmos mas, quando saíamos, respirávamos de alívio: não tínhamos mudado nem um milímetro.

A Casa dos Espelhos mais frequente na vida é a Sociedade. Quando fazemos zapping descobrimos o espelho que emagrece, que nos quer escravos de padrões de beleza inatingíveis.

Nas páginas da revista cor de rosa o reflexo é manipulado para engordar o ego, ostentando uma felicidade baseada no sucesso a todo o custo para a afirmação pessoal inchada.

O portal espelha a publicidade ao consumismo, ao crédito que faz esticar o orçamento mensal. Mais dinheiro para ter mais alguma coisa e fazer um up-grade ao estatut…