Mensagens

A mostrar mensagens de 2013

O envelope perdido

Imagem
Estávamos a chegar de mais um dia de trabalho, transito, compras, etc. Tínhamos acabado de estacionar e, ao sair do carro, mesmo “à minha porta”, estava um grande envelope no chão, que outrora fora branco. Olhei duas vezes e pensei que talvez não fosse importante... mas, movida pela curiosidade feminina, apanhei-o do chão. Era um pouco volumoso. Lá dentro, descobrimos a quem pertencia. Por portas e travessas, conseguimos o contacto. O dono, agradeceu. Eram documentos importantes que ele tinha perdido, não sabia bem como. Quando perdemos alguma coisa que é importante, ficamos com alguma angústia. Mas quando perdemos uma pessoa, pela separação da morte, ou pela distância, e a deixamos de ter junto a nós, a dor é muito pior. Mais ou menos como o pai da história que se segue... “Certo homem tinha dois filhos.O mais novo disse ao pai: 'Dá-me agora a minha parte da herança a que tenho direito!' O pai concordou então em dividir a fortuna entre os filhos. Poucos dias depois, este filho, …

A escova especial

Imagem
Andaste desde segunda-feira a “sonhar” com a quarta-feira. Ias ter a tarde livre e podias dormir uma sesta. Mas, ao almoço recebeste um sms da tua mãe “limpa o teu quarto e aspira a casa, por favor”. Não te apetecia muito, mas sabes que deves ajudar... e a verdade é que, desde que começaram as aulas, o teu quarto não tem uma limpeza “a sério”.
Pano do pó, aspirador, e lá vais tu! Secretária: OK. Estante: OK. Cómoda: OK. Roupeiro: OK. Cama: OK. Mesa de cabeceira... “AH! Tanto pó...” queixas-te enquanto limpas o livro que tinhas prometido ler todos os dias: a Bíblia.
Hoje podemos ter a Bíblia em livro, em áudio, no smartphone, no tablet, no portátil... mas será que por termos mais lemos mais? Um dia destes invento uma “escova especial” para Bíblias em formato livro, porque, infelizmente, temos muitas Bíblias em casa, mas somos capazes de não a ler durante dias, semanas e até meses. Uma escova especial para este fim dava muito jeito!
Sabes, a Bíblia não é um “acompanhamento” na vida cristã…

Livre... de mim mesmo?

Imagem
Já passaram uns mesitos desde o retiro. Na altura disseste, convicto “Desta vez é que é! Vou seguir Jesus custe o que custar...”. A verdade é que tentaste, mas depois de alguns dias, voltou tudo ao mesmo... “A culpa é do diabo! Ele passa a vida a tentar-me...”, dizes. Mas será que a culpa é mesmo toda dele?
Costumo dizer que “o diabo tem as costas largas”. É verdade que ele é inimigo de Deus e nosso. Mas também é verdade que ele não tem a culpa das nossas más escolhas. Pensa nisto:
1) Ser tentado é uma coisa, pecar é outra. Jesus, quando ensinou a oração do Pai nosso, disse: “não nos deixes cair em tentação; mas livra-nos do mal.” (Mateus 6:13a, ARA).
2) Se brincas com o fogo, queimas-te. Quando perguntamos “que mal faz?” em vez de “que bem me faz?”, procuramos desculpas e esquemas para vivermos no limite, sem pensar no que Deus pensa do assunto, estamos a criar o ambiente para pecarmos. O diabo quase não precisa fazer nada, porque nós próprios nos estamos a pôr-nos na “boca do lobo”. “