01 novembro 2006

A melhor igreja do mundo

Estás pronto para vir comigo numa aventura emocionante?? Curiosidade, espírito de aventura, ousadia e aqui vamos nós: à procura da melhor igreja do mundo!

No mês passado, a BSteen deu a conhecer não só a banda como o trabalho com jovens que a igreja Hillsong desenvolve em Sidney, na Austrália. Nestas ocasiões, somos muitas vezes tentados a fazer comparações por aquilo que vimos ou sabemos. Dizemos para os nosso botões “Ai...  se a minha igreja fosse a igreja XPTO... aqueles tempos de louvor com músicos fantásticos... aqueles irmãos amorosos quase comparáveis a anjos de tão perfeitos que são... aqueles pastores ultracompreensivos... ai... ali é que eu seria feliz!” E começas a sonhar acordado... até já estás a ver o Joel Houston a convidar-te para tocar na banda... e sonhas... sonhas com a igreja perfeita.

Acorda amigo! Desce à terra! Não existem igrejas perfeitas, mesmo que estejam do outro lado do globo. Todas as igrejas locais têm qualidades e defeitos. Mas... vamos continuar a nossa pesquisa, pode ser??

O que é a igreja, afinal?
De forma resumida, a igreja é o grupo de seguidores de Cristo que se reúnem em determinado lugar para adorar a Deus, receber ensinamentos, evangelizar e ajudar uns aos outros. Como podes ver, é mais do que um edifício ou uma organização. É um grupo de pessoas com objectivos comuns, liderados por Jesus.

Uma família
“Assim que já não sois estrangeiros, nem forasteiros, mas concidadãos dos Santos e da família de Deus;” (Efésios 2:19)
Quando Jesus nos salvou, nascemos de novo não para ficarmos sozinhos ou isolados, mas para pertencermos a esta nova família. E, como membros de uma família, temos os nossos deveres e privilégios. A Bíblia está cheia de promessas do Pai para a Sua igreja. Sabes algumas delas? Investiga na Palavra de Deus e vais ficar surpreendido.

Cuidar uns dos outros
“Rogamo-vos também, irmãos, que admoesteis os desordeiros, consoleis os de pouco ânimo, sustenteis os fracos e sejais pacientes para com todos. Vede que ninguém dê a outrem mal por mal, mas segui, sempre, o bem, tanto uns para com os outros como para com todos.” (1 Tessalonicenses 5: 14 e 15)
Mais uma pista! Como família, precisamos estar atentos à voz do nosso Pai, certo? Mas também precisamos olhar uns pelos outros. Isso exige tempo, paciência, dedicação... e, acima de tudo, amor. Se cada um cuidar daquele que está ao seu lado, todos cuidamos de todos. Já agora, lembra-te que precisas amar até aqueles que te magoam.

Não fugir de casa
“E consideremo-nos uns aos outros, para nos estimularmos à caridade e às boas obras, não deixando a nossa congregação, como é costume de alguns; antes, admoestando-nos uns aos outros; e tanto mais quanto vedes que se vai aproximando aquele Dia.” (Hebreus 10: 24 e 25)
Já descobriste porque é que não há igrejas perfeitas? É isso mesmo: porque as igrejas são constituídas por pessoas imperfeitas que Deus está a aperfeiçoar. É fácil dizer isto quando está tudo bem, mas quando chegam os conflitos, desilusões ou coisas semelhantes, podemos ser tentados a fazer as malas e fugir de casa. “A igreja da vizinha é melhor que a minha”, pensamos nós. Mas, pensa comigo: Deus é Santo! Ele era o primeiro a ter razão para fazer isso e não o faz. Antes, Ele não desiste, mas luta e fala connosco insistentemente até escutarmos a Sua voz.
Ora, jejua, trabalha e investe na vida dos outros e na obra de Deus. Não deixes a tua congregação, mas envolve-te. E, se não podes fazer mais nada, ora e jejua.

E a “tal” igreja?
A melhor igreja do mundo? Acertaste. É aí mesmo, onde tu estás! Se és um “soldado” nas trincheiras do serviço a Deus, continua, custe o que custar. Se estás na “reserva”, sentado, desiludido, resmungão ou adormecido, levanta-te e sê útil nas mãos de Deus... Sê uma benção. Sê igreja, na melhor igreja do mundo: a tua!

Ana Ramalho

in revista Boa Semente, secção BSteen, Novembro 2006

Uma Geração que faz História...

É tudo ou nada!
Imagina daqui a alguns anos os netos dos teus bisnetos abrirem um livro de história e tu apareceres lá. A tua foto e os sucessos que alcançaste. Seres uma das figuras que marcaram o século XXI. 

Ser lembrado como alguém importante pode ser aliciante, mas eu quero falar de uma geração diferente. De pessoas que não se querem limitar a ficar na memória efémera e passageira da humanidade, mas que anseiam por marcar vidas, cidades e nações cuja mudança perdure pela eternidade. Gente que arrisca viver por uma causa eterna, viver não para si mas para Deus e para os outros.

ANTES DE MAIS...
É preciso ver que uma geração só pode fazer história se primeiro for transformada pelo poder Daquele cujas feridas contam uma história: Jesus. As minhas e as tuas feridas físicas ou até interiores, apenas podem afectar-nos e a algumas pessoas à nossa volta, mas as feridas de Jesus transformam vidas. Ele é poderoso para mudar-nos de uma forma incrível. Basta deixar Ele trabalhar e obedecer à Sua Palavra.

Também devemos entender o que é verdadeiramente a vida cristã. Alguns vêem-na como uma penitência, outros como uma feira popular. A vida cristã é uma viagem emocionante com perigos, lutas, vitórias e conquistas, tendo o Espírito Santo como guia, a Palavra de Deus como mapa, Jesus como médico e a Igreja como companhia.

O ADN DE UMA GERAÇÃO QUE FAZ HISTÓRIA

Tem um estilo de vida diferente
"(...)  qualquer que profere o nome de Cristo aparte-se da iniquidade." (2 Timóteo 2:19)
Apartar da iniquidade significa viver no meio do mundo mas ser diferente. Ou seja, ter princípios de vida, estilo de vida que agrade a Deus, contrastando com a moral do mundo. Não significa irmos para um convento, nem nos isolarmos da sociedade.

Fundamenta-se em Jesus
"Porque ninguém pode pôr outro fundamento, além do que já está posto, o qual é Jesus Cristo." (1 Coríntios 3:11)
Jesus é a base da nossa vida e não apenas uma parte. Significa que tudo o que pensamos, decidimos e fazemos deve estar de acordo com a Sua vontade. Estamos agarrados, fundados em Jesus, não na mentalidade que a sociedade nos vende, nem nas nossas próprias ideias.

Escuta e obedece à voz de Deus
"Eu vos escrevi, jovens, porque sois fortes, e a palavra de Deus está em vós, e já vencestes o maligno." (1 João 2:14b)
Para sermos fortes precisamos conhecer e obedecer à Palavra de Deus. Isto quer dizer que podemos gostar ou não do que ouvimos... mas se é Deus a desafiar-nos, a nossa resposta positiva vai fazer toda a diferença. Se resistirmos à Palavra.... provavelmente só vamos aprender “à pancada”, ou seja, com tribulações.

Tem um coração de servo
" (...) que haja em vós o mesmo sentimento que houve também em Cristo Jesus; que, sendo em forma de Deus, não teve por usurpação ser igual a Deus. Mas aniquilou-se a si mesmo, tomando a forma de servo fazendo-se semelhante aos homens." (Filipenses 2:5 a 7)
Jesus é o exemplo supremo de servo. A nossa intenção e acção deve seguir o Seu exemplo. Deus quer levantar uma geração que O sirva em qualquer lugar, em qualquer função, que simplesmente faça o que Ele quer, onde, como e quando Ele desejar. Servos por paixão, com coração e não por profissão ou exibição.

Tem Ousadia e Poder de Deus
"Então, eles, vendo a ousadia de Pedro e João e informados de que eram homens sem letras e indoutos, se maravilharam; e tinham conhecimento de que eles haviam estado com Jesus." (Actos 4:13)
Precisamos ser cheios do Poder de Deus (At 1:8) para levar avante a tarefa que Deus nos deu de alcançar esta geração para Ele. O Espírito Santo precisa inundar a nossa vida não apenas para sermos consolados, mas para sermos cheios de poder e ousadia no intuito de sermos usados por Ele.

Mostra compaixão em acção
"Mas um samaritano que ia de viagem chegou ao pé dele e, moveu-se de íntima compaixão. E, aproximando-se, atou-lhe as feridas, aplicando-lhes azeite e vinho; e, pondo-o sobre a sua cavalgadura, levou-o para uma estalagem e cuidou dele" (Lucas 10:33 e 34)
Ter compaixão por esta geração significa ver como Deus vê, sentir o “peso” da vida das pessoas. Significa amarmos o pecador mas não sermos cúmplices do seu pecado. O Bom Samaritano mostra-nos como é importante nos preocuparmos com a vida das pessoas de forma completa, quer seja a nível espiritual, psicológico ou físico.

É Igreja
"E consideremo-nos uns aos outros, para nos estimularmos à caridade e às boas obras, não deixando a nossa congregação, como é costume de alguns; antes, admoestando-nos uns aos outros (...)" (Hebreus 10:24 e 25)
Se queremos fazer história temos de aprender a viver com as nossas diferenças. Essa diversidade é que dá cor ao corpo de Cristo. Na igreja aprendemos a perdoar, a oferecer perdão, a servir, e muito mais. Ser igreja significa estar no barco, na tempestade e na bonança. É deixar Deus usar o outro para nos ajudar, motivar, corrigir... e procurar ajuda quando precisamos. A igreja é constituída por pessoas, não por anjos.

Pensa na Eternidade
"Não ameis o mundo, nem o que no mundo há. (...) E o mundo passa, e a sua concupiscência; mas aquele que faz a vontade de Deus permanece para sempre." (1 João 2:15 a 17)
Nos media, na escola e na sociedade somos bombardeados por mensagens que nos dizem para vivermos o agora... mas os filhos de Deus são chamados a pensar não apenas na vida aqui na terra mas nas consequências eternas da mesma. Precisamos saber pôr de lado aquilo que é prejudicial para nós e para os outros, aquilo que deixa Deus triste, que pode estragar o nosso relacionamento com Deus e até pôr em causa a nossa salvação.

O desafio...
Deus deseja revolucionar as vidas das pessoas à nossa volta. Isso irá acontecer quando se levantar uma geração salva, transformada, dirigida e comprometida com Deus que quer fazer história custe o que custar.

Uma geração que faz história está disposta a pagar o preço, agradando o Capitão: Jesus. Abandonar as coisas que embaraçam e não permitem que se faça Sua vontade. Custe o que custar, é tudo ou nada, porque Ele deu TUDO para mudar o rumo da história de cada ser humano.

E tu? Estás pronto para fazer História?

Ana Ramalho