08 agosto 2007

Férias com gosto

Agosto, o mês de férias por excelência... para muitos este é o período mais apetecível do ano! 

É tão bom, depois de meses de trabalho intenso, estar um tempo a descansar, a saborear um ritmo de vida diferente. Trocar o despertador pelo sol da manhã, libertar-se do horário imperdoável do emprego e desfrutar do tempo em família, sem pressas. É a época em que usamos e abusamos da máquina fotográfica. Captamos instantes de felicidade, paisagens únicas, detalhes que vamos descobrindo ao vermos as coisas com outro olhar. Um olhar sereno e tranquilo. Entre o laser e o repouso merecido, aproveitamos de tudo um pouco para preencher o tempo livre disponível. Praia, passeios, visitas à família e amigos... e mais de mil e um ingredientes simpáticos, agradáveis e salutares.

As férias podem ter o paladar que quisermos. Tudo depende dos ingredientes que colocamos no tacho do tempo e misturamos no molho dos dias com a colher das horas.
O tempo de descanso é uma oportunidade excelente para rever a nossa rotina de visitas ao Inventor do descanso – Deus. Lembremos que após criar o planeta Terra e todos os seus viventes, o Senhor soberano repousou.[1]

O que fazer então enquanto estamos de férias? A primeira coisa a fazer é não esquecer de colocar Deus no topo da nossa lista de “imprescindíveis” para o período de descanso. Depois, é aproveitar bem e de forma original este tempo que Deus nos dá para estarmos com Ele.

Talvez um bom livro ajude, sem esquecer a imprescindível leitura devocional bíblica. Coloca-se uma musica inspiradora que nos liga a Deus para a viagem até ao nosso destino de Verão. O mar pode também fazer a banda sonora perfeita para um tempo especial com Deus. O cenário varia: praia, pinhal, piscina, esplanada. Os motivos de conversa com o Pai são tantos... talvez fazer um balanço dos últimos meses, palavras de gratidão sincera pelo Seu cuidado e provisão. Que tal pensar naquilo que precisamos reformular no pós férias? Hábitos a mudar, ter mais tempo para Deus, a família e a igreja, resolver algum mal-entendido pendente, saldar uma dívida.... tudo depende da imaginação e da nossa vontade.

O corpo descansa, a alma respira e o espírito inspira-se num saboroso momento de reflexão e introspecção. Ao sabor de Deus as férias têm outro gosto. Prove e veja a diferença!

“Provai, e vede que o Senhor é bom (...)”[2]

Ana Ramalho

[1] Génesis 2:1 a 3
[2] Salmos 34:8a

in revista Novas de Alegria, Agosto 2007