Mensagens

A mostrar mensagens de Julho, 2010

Devolução de crianças adoptadas?

Imagem
Um jornal português acordou-me para um facto que conhecia mas estava adormecido: as crianças adoptadas podem ser devolvidas!

Em 2009, foram devolvidas às instituições do Estado 16 crianças adoptadas (menos quatro que em 2008). O arrependimento dos casais, que descobrem que afinal não estavam preparados para lidar com um filho, ou a ocorrência de um inesperado divórcio e a falta de entendimento entre as partes quanto à custódia das crianças, são alguns dos motivos alegados para anular a adopção.”1

Tentei colocar-me no lugar desses meninos e meninas vindos de realidades tão diferentes, na sua maioria tão difíceis, marcados pela rejeição, pelos maus tratos, equipados sem se darem conta por instintos de sobrevivência redobrados pelas marcas que tão cedo os atingiram.

Agora, depois de um processo, muitas vezes moroso, enquanto estavam a tentar conhecer e reconhecer uma nova (talvez mesmo a primeira) família, são rejeitados de novo, colocados de lado. 

Ninguém gosta de ser excluído, principalm…

(As)sumir

Imagem
Na vossa cabeça estão a passar vários conceitos desde que leram o título... Pois, assumo que a ideia era criar curiosidade, mas peço-vos que não sumam agora. Há mais para dizer!
Podemos viver anos na igreja por “obrigação familiar”. Passar fases em que pomos tudo o que aprendemos – e defendemos com convicção - em causa. Iludir-nos, pensando viver no limite entre o que nos faz bem e o que apenas nos sabe bem (digo apenas, porque o que nos faz bem também pode saber bem, certo?).
Podemos achar que Cristianismo são apenas ideias bonitas e frases feitas... mas querer fazer parte do grupo porque, afinal, o pessoal crente até é fixe. Ter duas caras, dois padrões de vida completamente opostos, mas achar que se conseguirmos enganar toda a gente, não há problema (enganamo-nos a nós próprios).
Sumir ou assumir? Eis a questão...
Sumir é desaparecer. É “bater com a porta” daquilo a que chamamos apenas tradição. É deixar de procurar respostas e abandonar a fé em Deus. Dizer um “adeus” silencioso ao g…