Uma Geração que faz História...

É tudo ou nada!
Imagina daqui a alguns anos os netos dos teus bisnetos abrirem um livro de história e tu apareceres lá. A tua foto e os sucessos que alcançaste. Seres uma das figuras que marcaram o século XXI. 

Ser lembrado como alguém importante pode ser aliciante, mas eu quero falar de uma geração diferente. De pessoas que não se querem limitar a ficar na memória efémera e passageira da humanidade, mas que anseiam por marcar vidas, cidades e nações cuja mudança perdure pela eternidade. Gente que arrisca viver por uma causa eterna, viver não para si mas para Deus e para os outros.

ANTES DE MAIS...
É preciso ver que uma geração só pode fazer história se primeiro for transformada pelo poder Daquele cujas feridas contam uma história: Jesus. As minhas e as tuas feridas físicas ou até interiores, apenas podem afectar-nos e a algumas pessoas à nossa volta, mas as feridas de Jesus transformam vidas. Ele é poderoso para mudar-nos de uma forma incrível. Basta deixar Ele trabalhar e obedecer à Sua Palavra.

Também devemos entender o que é verdadeiramente a vida cristã. Alguns vêem-na como uma penitência, outros como uma feira popular. A vida cristã é uma viagem emocionante com perigos, lutas, vitórias e conquistas, tendo o Espírito Santo como guia, a Palavra de Deus como mapa, Jesus como médico e a Igreja como companhia.

O ADN DE UMA GERAÇÃO QUE FAZ HISTÓRIA

Tem um estilo de vida diferente
"(...)  qualquer que profere o nome de Cristo aparte-se da iniquidade." (2 Timóteo 2:19)
Apartar da iniquidade significa viver no meio do mundo mas ser diferente. Ou seja, ter princípios de vida, estilo de vida que agrade a Deus, contrastando com a moral do mundo. Não significa irmos para um convento, nem nos isolarmos da sociedade.

Fundamenta-se em Jesus
"Porque ninguém pode pôr outro fundamento, além do que já está posto, o qual é Jesus Cristo." (1 Coríntios 3:11)
Jesus é a base da nossa vida e não apenas uma parte. Significa que tudo o que pensamos, decidimos e fazemos deve estar de acordo com a Sua vontade. Estamos agarrados, fundados em Jesus, não na mentalidade que a sociedade nos vende, nem nas nossas próprias ideias.

Escuta e obedece à voz de Deus
"Eu vos escrevi, jovens, porque sois fortes, e a palavra de Deus está em vós, e já vencestes o maligno." (1 João 2:14b)
Para sermos fortes precisamos conhecer e obedecer à Palavra de Deus. Isto quer dizer que podemos gostar ou não do que ouvimos... mas se é Deus a desafiar-nos, a nossa resposta positiva vai fazer toda a diferença. Se resistirmos à Palavra.... provavelmente só vamos aprender “à pancada”, ou seja, com tribulações.

Tem um coração de servo
" (...) que haja em vós o mesmo sentimento que houve também em Cristo Jesus; que, sendo em forma de Deus, não teve por usurpação ser igual a Deus. Mas aniquilou-se a si mesmo, tomando a forma de servo fazendo-se semelhante aos homens." (Filipenses 2:5 a 7)
Jesus é o exemplo supremo de servo. A nossa intenção e acção deve seguir o Seu exemplo. Deus quer levantar uma geração que O sirva em qualquer lugar, em qualquer função, que simplesmente faça o que Ele quer, onde, como e quando Ele desejar. Servos por paixão, com coração e não por profissão ou exibição.

Tem Ousadia e Poder de Deus
"Então, eles, vendo a ousadia de Pedro e João e informados de que eram homens sem letras e indoutos, se maravilharam; e tinham conhecimento de que eles haviam estado com Jesus." (Actos 4:13)
Precisamos ser cheios do Poder de Deus (At 1:8) para levar avante a tarefa que Deus nos deu de alcançar esta geração para Ele. O Espírito Santo precisa inundar a nossa vida não apenas para sermos consolados, mas para sermos cheios de poder e ousadia no intuito de sermos usados por Ele.

Mostra compaixão em acção
"Mas um samaritano que ia de viagem chegou ao pé dele e, moveu-se de íntima compaixão. E, aproximando-se, atou-lhe as feridas, aplicando-lhes azeite e vinho; e, pondo-o sobre a sua cavalgadura, levou-o para uma estalagem e cuidou dele" (Lucas 10:33 e 34)
Ter compaixão por esta geração significa ver como Deus vê, sentir o “peso” da vida das pessoas. Significa amarmos o pecador mas não sermos cúmplices do seu pecado. O Bom Samaritano mostra-nos como é importante nos preocuparmos com a vida das pessoas de forma completa, quer seja a nível espiritual, psicológico ou físico.

É Igreja
"E consideremo-nos uns aos outros, para nos estimularmos à caridade e às boas obras, não deixando a nossa congregação, como é costume de alguns; antes, admoestando-nos uns aos outros (...)" (Hebreus 10:24 e 25)
Se queremos fazer história temos de aprender a viver com as nossas diferenças. Essa diversidade é que dá cor ao corpo de Cristo. Na igreja aprendemos a perdoar, a oferecer perdão, a servir, e muito mais. Ser igreja significa estar no barco, na tempestade e na bonança. É deixar Deus usar o outro para nos ajudar, motivar, corrigir... e procurar ajuda quando precisamos. A igreja é constituída por pessoas, não por anjos.

Pensa na Eternidade
"Não ameis o mundo, nem o que no mundo há. (...) E o mundo passa, e a sua concupiscência; mas aquele que faz a vontade de Deus permanece para sempre." (1 João 2:15 a 17)
Nos media, na escola e na sociedade somos bombardeados por mensagens que nos dizem para vivermos o agora... mas os filhos de Deus são chamados a pensar não apenas na vida aqui na terra mas nas consequências eternas da mesma. Precisamos saber pôr de lado aquilo que é prejudicial para nós e para os outros, aquilo que deixa Deus triste, que pode estragar o nosso relacionamento com Deus e até pôr em causa a nossa salvação.

O desafio...
Deus deseja revolucionar as vidas das pessoas à nossa volta. Isso irá acontecer quando se levantar uma geração salva, transformada, dirigida e comprometida com Deus que quer fazer história custe o que custar.

Uma geração que faz história está disposta a pagar o preço, agradando o Capitão: Jesus. Abandonar as coisas que embaraçam e não permitem que se faça Sua vontade. Custe o que custar, é tudo ou nada, porque Ele deu TUDO para mudar o rumo da história de cada ser humano.

E tu? Estás pronto para fazer História?

Ana Ramalho

Comentários

Mensagens populares deste blogue

Teresa — até que todos ouvissem...

5 mitos acerca da chamada a tempo integral

“Tá a escaldar!”