Chamados para fora, mas com os pés cá dentro

Se calhar nunca pensaste bem no que quer dizer a palavra “igreja”. Ou então tal já tenhas pensado. E provavelmente, aproveitaste o Google e procuraste pelo termo.

De certeza que encontras várias respostas, umas melhores que outras. Mas uma das que vais certamente encontrar é o termo “chamados para fora”. E sim, é verdade que essa pode ser uma das traduções daquela palavra grega esquisita (ekklesia). Mas ela não nos explica afinal para fora de quê ou do quê somos chamados. E aí começam os problemas. O que muitas pessoas nos dizem, é que somos chamados para fora dos templos, dos edifícios e de outros locais de culto. Que somos chamados para fora da denominação e das organizações. Será que estão certas? Nem por isso...


É verdade que Cristo morreu para nos dar uma nova vida, para nos libertar do pecado e para nos religar a Deus. Mas não nos podemos esquecer o que o autor da carta aos Hebreus nos ensina sobre o assunto. Em Hebreus lemos que devemos ter cuidado e não desprezar a nossa presença nos cultos com os nossos irmãos e irmãs (Hebreus 10:25). No livro de Atos, lemos que Paulo pregou bastantes vezes em sinagogas (uma espécie de igreja local, como a tua) ou que Pedro e os apóstolos chegaram mesmo a pregar no templo.

E neste momento, estás a pensar, “mas afinal o que é que queres dizer com tudo isto”?  Bem, a resposta é simples. Sim, somos chamados para fora! E sim, somos chamados para ter os pés “cá dentro”! Somos chamados para viver fora dos sistema em que a sociedade nos quer ver. Um sistema sem amor ao próximo, uma sociedade egoísta e invejosa, que mete no seu coração o amor às coisas e endeusa pessoas. Somos chamados para viver no meio dessa sociedade, mas viver de modo “muito fora”! E somos chamados para ter os pés “cá dentro”. Dentro das reuniões com os nossos irmãos na fé, dentro dos locais onde for anunciado o Evangelho, onde estiverem pessoas de joelhos a interceder junto de Deus. Somos chamados para não nos afastarmos das outras partes do Corpo, para cuidarmos uns dos outros.

Ele não quer que andemos dentro e fora, ora cá, ora lá. Jesus quer-nos dentro do rebanho. Mas também nos quer fora do lamaçal. Vai para “fora”, faz brilhar o teu amor por Ele onde não existe luz. Mas não te esqueças de te juntar a todas as outras luzes “cá dentro”. Com Jesus, brilha “lá fora”, mas tem-no “bem dentro” do teu coração!

Ricardo Rosa



in revista BSteen, abril 2015

Texto escrito conforme o novo acordo ortográfico

Comentários

Mensagens populares deste blogue

Teresa — até que todos ouvissem...

5 mitos acerca da chamada a tempo integral

A (des)ilusão da autoajuda